17/02/2017
Porque não percebemos lágrimas nos bebês?

Os bebês choram suas primeiras horas de vida. E muitos pais percebem é que apesar de todo esse choro, as lágrimas dos bebês simplesmente parecem não existir! À primeira vista, os papais e mamães não conseguem enxergar lágrimas no choro dos bebês. E então, surge a dúvida: será que os bebês de fato não produzem lágrimas?! A verdade é que os bebês produzem lágrimas sim, e desde o nascimento. Acredita-se que a criança nasce e produz lágrimas, mas em uma quantidade muito ...

Ver Mais
Porque não percebemos lágrimas nos bebês?
Mais Notícias

06/02/2017
Teste de acuidade visual em crianças
Teste de acuidade visual em crianças

Assim como no início do ano os pais organizam o material escolar e programam o início do ano para os ...

30/01/2017
UFG desenvolve aplicativo de olho eletrônico para pessoas cegas
UFG desenvolve aplicativo de olho eletrônico para pessoas cegas

O Objetivo é descrever situações em tempo real para que deficientes visuais possam se localizar com facilidade. Com a finalidade de ...

13/01/2017
O perigo dos tablets para os olhos das crianças
O perigo dos tablets para os olhos das crianças

De acordo com novo estudo, crianças que passam muito tempo em frente a telas têm maior risco de desenvolver a ...

BEM VINDOS AO CBCO
CONHEÇA UM POUCO MAIS SOBRE NOSSO HOSPITAL

Em 3.800 m2 de área construída, dispomos de Centro de Oftalmodiagnóstico com aparelhos de última geração como a Vídeo-Angiografia Digitalizada pela indocianina verde (primeiro no país), a Retinografia Fluorescente Digitalizada, a Eletrofisiologia (Eletroretinograma, Potencial Visual Evocado e Eletro-oculograma), através da qual também implantamos no Brasil o estudo pioneiro da eletroretinografia da região macular (parte central da visão). Recentemente colocamos em funcionamento o maior avanço diagnóstico para doenças Vitreo-retinianas que é o Scanning Laser Ophthalmoscope (oftalmoscopia por varredura), onde pacientes não dilatados podem ser examinados de maneira única, precisa e incomparável a qualquer outro aparelho similar.

O hospital foi edificado obedecendo todas as normas da Organização Mundial de Saúde incluindo o tamanho das salas, o isolamento térmico, o isolamento acústico, o isolamento de descargas elétricas, o posicionamento dos pontos de energia e tomadas, a central de esterilização e sistema de sonorização ambiente.

O corpo clínico é formado por sub-especialistas com grande interesse em cada campo com nomes que atuaram como presidentes em sociedades brasileiras na área de oftalmologia.

Direitos de Uso | Todos os direitos reservados © 2016 - CBCO