Catarata

olho com cristalino opacificadoA catarata é o cristalino opacificado, que impede total ou parcialmente os raios de luz de chegarem à retina, prejudicando a visão. Quando isso ocorre, é indicada a cirurgia de catarata quando o cristalino é substituído por uma lente muito pequena.

Veja como isso ocorre:
O olho humano é semelhante a uma câmara de filmar. No segmento anterior, internamente, existe uma lente, o cristalino, com sua capacidade de focalização, e na parte posterior, uma película nervosa sensível: a retina – que funciona na captação de imagens. A retina transmite ao cérebro a imagem que, através do cristalino, é focalizada pelo olho. Para uma visão adequada é preciso que o cristalino seja transparente, para que os raios de luz possam entrar e serem captados pela retina. Se o cristalino fica opaco, ocorre a catarata.

A catarata pode ocorrer:

na infância – do nascimento aos 10 anos de idade;

por volta dos 60 anos (senil);

secundária – traumas, acidentes ou medicação.

Quando se deve operar de catarata

A decisão sobre quando operar deve ser tomada em conjunto pelo médico e o paciente. No passado havia a necessidade de esperar a catarata “amadurecer” para indicar a cirurgia, em função da técnica que era utilizada. Hoje com as novas técnicas cirúrgicas, quando a pessoa começa a não fazer o que gosta e muda a maneira de viver em função das limitações impostas pela catarata, está na hora de se submeter ao procedimento cirúrgico. A idade avançada ou as condições físicas precárias não constituem obstáculo à cirurgia de catarata, até porque a reabilitação da visão proporciona melhora física e atitude mental mais positiva.

A cirurgia de catarata

O implante intra-ocular na cirurgia de catarata foi o maior avanço da Oftalmologia nos últimos 20 anos. As novas técnicas cirúrgicas permitem colocar essa cirurgia como uma das de maior eficiência na medicina atual, com mais de 90% de sucesso funcional nos grandes centros e em clínicas especializadas. A cirurgia é realizada em centro cirúrgico sob sedação com anestesia local com assistência do anestesista. O seu tempo de duração é em média de 15 a 20 minutos e o paciente permanece na clínica em torno de 3 a 4 horas.

O pós-operatório da cirurgia de catarata

O paciente não sente dor nem durante, nem depois da cirurgia. Orienta-se repouso relativo no pós-operatório imediato. O curativo é retirado no dia seguinte em casa quando então inicia-se o uso dos colírios. O paciente pode retornar as suas atividades precocemente evitando esforços físicos. Após um mês ou mais, já está apto a realizar a cirurgia no outro olho, caso haja indicação, e óculos complementares, basicamente para perto, serão prescritos.

Acompanhamento médico após a cirurgia de catarata

Após a alta, meses ou anos após, poderá haver a necessidade do uso de YAG-laser para a abertura da cápsula posterior, se esta estiver opacificada. Revisões anuais estarão indicadas.


Gostou da matéria ou tem alguma dúvida? Deixe abaixo seu comentário.


Outras Especialidades

12/08/2015
Glaucoma
12/08/2015
Visão Subnormal
12/08/2015
Estrabismo
Direitos de Uso | Todos os direitos reservados © 2016 - CBCO